A LATAM Airlines e a Azul esperam que o acordo de Céus Abertos seja aprovado pelo Senado Federal para dar continuidade a parcerias de negócios com empresas americanas. A LATAM Airlines já tem um acordo de Joint Business Agreement (JBA) com a American Airlines que deve entrar em vigor quando o Céus Abertos for aprovado. Já a Azul sinalizou que buscará parceria semelhante com a United Airlines.

O Joint Business Agreement permite que as companhias aéreas coordenem rotas e tarifas, permitindo que uma empresa americana, por exemplo, ofereça mais conexões na América Latina por preços mais baixos.

Para o presidente da Azul, John Rodgerson, o acordo de Céus Abertos não deve enfrentar obstáculos no Senado e, para não perder oportunidades de negócio, a empresa irá estreitar seu relacionamento com a United Airlines, com quem já compartilha benefícios.

Saiba mais sobre o Acordo de Céus Abertos

O acordo de Céus Abertos foi aprovado pela Câmara dos Deputados em dezembro e agora segue para a avaliação do Senado. A aprovação é bastante esperada pelo Ministro do Turismo, Marx Beltrão, que vê o Céus Abertos como uma oportunidade de fortalecer o turismo brasileiro. A expectativa é de que o Senado vote o acordo ainda no primeiro semestre de 2018.

Desde 2011, quando o acordo foi assinado por Dilma Rousseff e Barack Obama, o documento aguarda avaliação e aprovação de políticos brasileiros. A demora de avaliação pela Câmara dos Deputados atrasou o processo. O presidente da LATAM, Jerome Cadier, está confiante de que a avaliação do Senado será mais rápida. Porém, outras questões podem atrasar o processo. “Alguns projetos, como a reforma da previdência, ainda precisam ser aprovados e isso deve ocupar uma parte importante da atenção do Senado”, disse Cadier em entrevista à Flight Global.

Caso o senado demore muito para aprovar o Céus Abertos, a LATAM não descarta dar continuidade ao JBA no mercado da América Latina, excluindo o Brasil.

Leia aqui reportagem completa.

Leia mais:

Liberalização de voos semanais entre Brasil e EUA é benéfica para o setor, diz Abav

 

À espera de aprovação no Brasil, Céus Abertos já é realidade em mais de 120 países

Deixe um comentário::

Deixe uma resposta